Acessibilidade

Obras de adequação e acessibilidade em espaços públicos e turísticos de Manaus entram na reta final

As obras de mobilidade urbana iniciadas em março deste ano pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), em dois espaços públicos, situados no Centro Histórico de Manaus, estão em fase final de execução. Com previsão de entrega até o fim deste mês, as obras englobam serviços como os de adaptação de calçadas, com a construção de rampas e de pisos antiderrapantes para facilitar a locomoção de pessoas que precisam usar cadeiras de rodas e com deficiência visual.

As obras de adaptação das calçadas entre as ruas José Clemente e a Epaminondas encontram-se em fase de conclusão, ampliando a acessibilidade no trecho de 800 metros localizado entre o Centro Cultural Palácio da Justiça e o Museu Casa Eduardo Ribeiro.

Também estão adiantadas as obras de adaptação da rua 10 de Julho até a avenida Getúlio Vagas, que apresenta um percentual físico de mais de 50% de obra pronta. No ritmo atual, a obra, com extensão de 640 metros, estará concluída até o fim do mês de junho.

“Nosso objetivo com a realização destas obras é o de garantir que pessoas que, porventura, apresentem dificuldades de locomoção possam participar, sem nenhum entrave, de atividades que incluem o acesso a pontos turísticos, museus, praças e demais ambientes”, destacou o secretário de Infraestrutura, Carlos Henrique Lima.

Teatro Amazonas – A Seinfra também está executando a instalação do elevador do Teatro Amazonas, adaptado para o transporte de pessoas com dificuldade de locomoção. Atualmente estão sendo realizados os últimos testes de funcionamento, colocação de sinalização e comunicação visual referentes à sua localização e dicas de funcionamento, bem como a entrega oficial do manual de seu funcionamento, de acordo com a fiscalização da Seinfra.

Lei de Inclusão – O objetivo das intervenções é o de proporcionar acessibilidade e inclusão social a pessoas com dificuldade de locomoção em áreas consideradas de atração turística ou de interesse público, de acordo com o que preceitua a Lei nº 13.146/2015, a Lei de Inclusão da Pessoa com Deficiência.

Todas as intervenções realizadas ou ainda em andamento tiveram seus projetos previamente aprovados pela Secretaria de Estado da Cultura (SEC) e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

 

FOTOS: Divulgação/Seinfra

 

Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra): Alessandro Bandeira (99119-5792) e Midiã Oliveira (99889-7724).


Reportar Erro